Your browser (Internet Explorer 7 or lower) is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this and other websites. Learn how to update your browser.

X

Navigate / Search

    Invasão de pombos preocupa frequentadores da rodoviária

     

    Concessionária contrata empresa especializada para tentar tirar aves do local. Leia a matéria completa.

    Por Glaucia Santinello

    Frequentadores do Terminal Rodoviária de Campinas são obrigados a conviver com os pombos que tomam conta do saguão da rodoviária e trazem transtornos para quem ocupa as mesas da área de alimentação. Desde a inauguração do terminal, os pássaros são notados por todos que passam pela rodoviária, especialmente, por pessoas que trabalham todos os dias nos estabelecimentos instalados no espaço.

    Pássaros invadem área de alimentação em busca de alimentos

    É o caso da vendedora Camila Petrel, de 20 anos, que trabalha em um quiosque que vende óculos e relógios. “É desagradável a presença desses pombos, além de preocupante, porque esses animais transmitem doenças.” Camila disse que as aves defecam nos produtos e em clientes. “É nojento. Em um desses casos, a cliente ficou muito sem graça”, contou. A comerciante Herta Horn, de 32 anos, disse que vai até a rodoviária uma vez por mês, quando vai visitar a mãe, que mora em Piedade. “Para ser sincera, os pombos não me incomodam tanto porque venho poucas vezes na rodoviária, mas preocupação a gente sempre tem porque eles podem transmitir doenças.”
    A concessionária do Terminal Rodoviário de Campinas, a Socicam, informou, pela assessoria de imprensa, que contratou uma empresa especializada no controle de pombos. Os trabalhos começaram no mês de junho deste ano e irão continuar por tempo indeterminado até que o problema seja sanado.

    Os procedimentos para controle das aves envolvem a remoção dos ninhos, ovos e parasitas, aplicação de gel repelente e telas, além da remoção de outros possíveis focos em locais com concentração das aves para evitar a procriação da espécie. Também foram instalados equipamentos dc alta frequência que emitem sons para repelir a entrada dos pombos na área de alimentação do terminal. Além dessas medidas, que são ações permanentes para impedir o acesso dos pombos, o terminal rodoviário orienta os passageiros e usuários, por meio do sistema de som, para que não alimentem as aves. Dessa forma, é possível evitar que elas se sintam atraídas e permaneçam no local. Também têm sido feitas limpeza e higienização “constantes” das dependências da rodoviária, informou a concessionária. Apesar disso, ontem, ainda havia pombas na rodoviária.
    De acordo com a concessionária, a ação foi uma iniciativa da própria administradora do terminal, que buscou orientação com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O órgão fiscalizador sugeriu a contratação de uma empresa especializada no controle de pombos. O contato com as fezes secas dos pombos pode acarretar doenças ao homem. Inalá-las com a poeira urbana, por exemplo, pode causar de uma simples alergia de pele a sérios problemas de respiração.

    Saiba mais – Doenças que podem ser causadas pelos pombos:
    ✓ Criptococose: inflamação no cérebro e meninges ocasionada por fungos presentes nas fezes secas.
    ✓ Histoplasmose: inflamação pulmonar causada por fungos.
    ✓ Ornitose: doença infecciosa aguda que ataca o sistema respiratório.
    ✓ Salmonelose: infecção intestinal que pode ser transmitida pela ingestão de alimentos contaminados por fezes de pombos contendo a bactéria Salmonela sp.
    ✓ Dermatite: causada por ácaros de pombos – provenientes das aves e pele das pessoas.

    Leave a comment

    name

    email (not published)

    website


    4 + 4 =

     logo pryzant Design